Buscar
  • FrenteEmFefesaDoSuas

Um Ano de Pandemia da COVID-19


Mais de 270 mil vidas perdidas para a COVID-19, o que estamos vivendo é a dura consequência de uma política de morte. Continuamos sem cobertura universal para a imunização das/os trabalhadoras/es da linha de frente de enfrentamento da pandemia, e de toda a população; sem renda básica; sem financiamento público para as políticas essenciais, para a manutenção da rede instalada e atendimento das novas demandas produzidas na situação de emergência. É preciso fortalecer a luta coletiva em defesa do SUS e do SUAS!


#repost : conselho.saude.gov.br


Em 11/03/2020, foi declarada a pandemia da Covid-19, pela OMS. Passado um ano, o Brasil tem mais de 270 mil mortos e mais de 11 milhões de casos. Além disso, o País vê os números crescerem cada vez mais.


Médicos, cientistas, pesquisadores e profissionais de saúde coletaram uma enorme quantidade de evidências a respeito do novo corona vírus, como ele se transmite e como podemos enfrentá-lo com mais eficácia.


O SUS, além disso, enfrenta o seu momento mais critico desde o início da pandemia. Segundo dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), as taxas de ocupação de UTIs do sistema público, atualmente em 25 capitais, têm lotação de pelo menos 80%.


A luz no fim do túnel, em meio a esse cenário de caos, é a vacinação. O país atingiu a marca dos 8,7 milhões de vacinados (1ª dose). Estamos ainda muito longe do ideal. Os profissionais de saúde e cientistas correm contra o tempo para salvar vidas. Porém, o descompasso do governo federal no desenvolvimento de um plano nacional de vacinação custou caro. A vacinação tem que ser imediata e para todos!

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo